Páginas

Publicidade

sexta-feira, 29 de julho de 2016

Lula pode ser preso a qualquer momento!



Imagem de reprodução

Idosa espanca cão com pedaço de pau, o deixa agonizando e ainda zomba da população; assista

Imagem de reprodução
Um vídeo divulgado nas redes sociais na manhã de hoje, dia 29 de julho de 2016, uma senhora aparece espancando um cachorro com um pedaço de pau, ignorando toda a vizinhança que acabou acionando a polícia. Minutos depois, a polícia chegou e conduziu a senhora para a delegacia.
Quando a senhora saia de casa, dezenas de pessoas revoltadas já estavam a esperando, e com gesto de deboche, a senhora ainda provocou os populares mostrando o dedo do meio.

quinta-feira, 28 de julho de 2016

Lewandowski contraria decisão de colegas e manda soltar prefeito condenado por desviar dinheiro




Imagem de reprodução

WAGNER MOURA, PARA DE SER CANALHA E DIZER QUE O IMPEACHMENT É GOLPE!




Imagem de reprodução

segunda-feira, 25 de julho de 2016

URGENTE! Petistas estão enganando milhões de brasileiros para sabotarem manifestação do dia 31

Imagem de reprodução
Há alguns dias começou circular nas redes sociais um boato espalhado por jornalistas pró Dilma e PT, de que a data da manifestação seria alterada. Após isso, percebe-se que até movimentos pró impeachment estão sendo enganados, fazendo com que pessoas fiquem confusas. Mais um jogo sujo dessa corja formada por verdadeiros bandidos!
Não se deixe enganar, a data da manifestação do impeachment continua sendo dia 31 de julho em todo o Brasil.
Compartilhe essa informação com todos seus amigos. Não vamos deixar os petistas vencerem essa batalha!

Assista ao vídeo: 









domingo, 24 de julho de 2016

Fim das urnas eletrônicas!



Imagem de reprodução

Entenda como filha de Dilma faz para ter privilégios e mordomias com dinheiro público; assista



Imagem de reprodução


Estamos em Brasília organizando a manifestação do dia 31 de Julho e precisamos da sua ajuda: Link para doar por meio de paypal, pagseguro e cartão de crédito:

http://www.contracorrupcao.org/p/precisamos-de-sua-ajuda-para-viabilizar.html

Link para contribuir por meio do site Vakinha:

https://www.vakinha.com.br/vaquinha/manifestacao-de-31-07-em-brasilia

Doe por meio de contas bancárias:

Bradesco
Agência 2036-2
Conta poupança: 1006240-3
Favorecido: Thais R. A. P. Chaves

Itaú
Agência 8708
C/c 01405-8
Favorecido: Thais R. A. P. Chaves

Caixa (os depósitos podem ser feitos em lotéricas)
Agência 3088
Op. 013
Conta poupança: 8114-0
Favorecido: Thais R. A. P. Chaves

Santander
Agência 4351
Conta poupança: 600021136
Favorecido: Thais R. A. P. Chaves

Banco do Brasil
Agência 4883-6
Conta: 22.376-X Poupança Dígito 51.
Favorecido: Ernani F. B. Neto


Email para contato: tvrevolta@gmail.com
Curta a página no Facebook: https://www.facebook.com/joaolimajornalista

segunda-feira, 18 de julho de 2016

Menina de 7 anos que viu a mãe ser esfaqueada no RJ tem pesadelos e grita à noite

Homem preso por esfaquear mulher (Foto: Fernanda Rouvenat/G1)
'Acorda gritando ‘mataram a minha mãe, mataram a minha mãe'', diz tio. Família diz que maqueiro foi negligente; Hospital vai abrir sindicância.

Depois de protagonizar cenas de desespero ao tentar socorrer a mãe, morta após ser vítima de facadas no Estácio, no Centro do Rio, a menina de sete anos não consegue apagar da memória as imagens de horror. “Durante o dia ela consegue até brincar e consegue ficar relativamente bem. Mas à noite, ela chora, chama pela mãe e tem pesadelos. Acorda gritando ‘mataram a minha mãe, mataram a minha mãe’”, lamenta o tio Tobias Luiz Silveira, de 68 anos.



Christiane de Souza Andrade, de 46 anos, foi esfaqueada duas vezes no pescoço no início da noite de quinta-feira (14). Após o crime, a filha de Christiane chegou a ser levada para a casa de parentes em Angra dos Reis, na Costa Verde, mas já retornou ao Rio e está na casa de uma tia.


Segundo Tobias, a criança será acompanhada por um psicólogo. "Já recebemos várias ofertas de pessoas que, penalizadas com tudo que viram ela passar, ofereceram ajuda. Muitos psicólogos nos procuraram oferecendo atendimento e acompanhamento gratuito para ela”, ressaltou.
Ainda segundo ele, a versão de crime passional para a morte da sobrinha revoltou a família. “Essa versão de crime passional é uma forma de tentar lavar a insegurança na cidade do Rio de Janeirocom o sangue da minha sobrinha”, afirmou Tobias. Segundo ele, Christiane tinha uma união estável com um homem que está sendo submetido a um tratamento de câncer no pulmão.
“Minha sobrinha era vendedora de loja, mas estava desempregada e resolveu faturar algum dinheiro vendendo café e sanduíche em frente ao Correio Central. Lá, ela conheceu um senhor que diariamente ia tomar café no ponto [de ônibus]. Depois de um tempo, eles resolveram morar juntos e formaram uma união estável no cartório. Inclusive, eles pretendiam passar da união estável para o casamento. Mas no final de setembro ele foi fazer check-up e descobriu o câncer no pulmão”, afirmou Tobias. Na época em que conheceu o companheiro, Christiane morava com o tio e a esposa dele em um apartamento no Estácio.
Segundo Tobias, Christiane conheceu o suspeito há cerca de quatro anos, quando eles foram vizinhos. "Eles moraram no mesmo prédio coletivo ali no Estácio. Ele faz biscates de pedreiro e eletricista e na ocasião chegou a fazer algumas pequenas obras no quarto que ela ocupava", explicou o tio.
Rojelson Santos Baptista alegou, em depoimento, que namorou Christiane há cerca de três anos. Ele foi preso como suspeito da morte de Christiane no sábado, quando era espancado por moradores da região, que estavam revoltados com a morte de Christiane. De acordo com o investigador da Divisão de Homicídios, por pouco ele não foi morto. Rojelson vai responder por homicídio triplamente qualificado, segundo o delegado titular da unidade, Fábio Cardoso.
Para o tio, a polícia não pode se basear no depoimento de Rojelson para confirmar a hipótese de crime passional.
“O delegado dizendo que ouviu no vídeo ele [Rojelson] pedindo a ela que reatasse é um fenômeno. Como ele ouviu isso em um vídeo mudo? Como o delegado ouviu ele pedindo que ela reatasse com ele naquele vídeo?”, indagou Tobias.
‘Minha sobrinha foi assassinada duas vezes’
Para a família da vítima, além do esfaqueamento, Christiane também foi vítima de negligência por parte do hospital.
“A minha sobrinha foi assassinada duas vezes. Primeiro pelas estocadas do assassino e depois pela negligência do Souza Aguiar. Ela com uma faca cravada no pescoço, com a jugular cortada, se esvaindo em sangue, e o maqueiro sem querer tirá-la e com a maca encosta no carro, porque dizia que precisava de ajuda. A tragédia com a minha sobrinha serve para alertar a população. Quantas Christianes morreram pela negligência, pela falta de amor ao próximo dos profissionais do Souza Aguiar?”, questionou Tobias.
A direção do Hospital Municipal Souza Aguiar informou que, quando foram acionados, os profissionais de saúde da unidade socorreram a paciente e a retiraram do carro com os cuidados necessários para não causar mais danos, tendo em vista que até o momento a equipe médica e de enfermagem não sabia que tipo de lesão ela havia sofrido e pelo mesmo motivo não poderia ser retirada de qualquer maneira pelo maqueiro.
"A paciente foi imediatamente levada para o centro cirúrgico e morreu devido à gravidade dos ferimentos. Ainda assim, a direção da unidade abrirá sindicância para melhor apurar todo o processo e tempo de atendimento da paciente", informou o hospital.
De acordo com a família, se não havia ninguém para ajudar a levar a maca, algum médico ou enfermeiro deveriam ter ido socorrer a vítima. “Num caso desse, o enfermeiro ou um médico devia ter ido lá. No Rio de Janeiro não temos segurança nem atendimento médico”, criticou.

Inquérito policial

Segundo o inquérito, Rojelson saberia a rotina de Christiane, que costumava ao mercado à noite. Os policiais acreditam que ele tenha ido ao encontro dela com a intenção de matar, inclusive por portar uma faca. No documento, consta que ele confessou o crime e a motivação. Rojelson é pedreiro e fazia bicos. Ele já tinha passagem na polícia e teria tentado esfaquear uma outra ex-companheira.
Neste domingo, a Polícia já havia pedido a prisão temporária dele, o que foi aceito pelo plantão judiciário. O crime ocorreu no Estácio, onde ele morava. Ele foi encontrado pela polícia pouco depois de ser agredido por pessoas que o acusavam como autor do crime.
De acordo com PMs, após uma denúncia anônima, policiais foram à Rua Paulo de Frontin, onde viram Rojelson Santos Baptista ser agredido. Após conter a violência, eles levaram o homem para o Hospital Souza Aguiar para ser atendido. Por volta das 22h, ele foi conduzido até a Divisão de Homicídios (DH), responsável pela investigação do caso.
Durante a inauguração de mais um trecho da Orla Conde, o prefeito do Rio, Eduardo Paes, comentou o assassinato. "No Rio, a gente vê coisas que os estudiosos chamam de estado de anomia. Aquela situação mais absurda, mais exdrúxula do mundo, você vê tantas vezes acontecendo que você acha normal. Não é normal numa cidade uma criancinha de 7 anos de idade ver a sua mãe sendo assassinada por alguém aqui pertinho da prefeitura, pertinho do Comitê organizador dos Jogos. São coisas que a gente tem que se indignar, mas tem que se indignar e achar que não é impossível mudar", disse o prefeito ao lembrar do caso.

Informações G1


sábado, 16 de julho de 2016

Suspeito de matar mulher à facadas na frente da filha de 7 anos é pego e espancado na rua

Vídeo postado em rede social mostra suspeito de matar Christiane ferido (Foto: Reprodução/Facebook)

Um homem foi agredido neste sábado (16), no Estácio, Centro do Rio, por pessoas que o apontavam como autor das facadas que mataram Christiane de Souza Andrade, de 46 anos, na frente da filha dela, de apenas 7 anos. PMs impediram o linchamento e o levaram, sob custódio para um hospital.

Mulher esfaqueada em assalto na frente da filha morre no Rio de Janeiro

Imagem de reprodução
Acompanhada da filha de 7 anos, Cristiane de Souza Andrade, de 46, saiu de casa, na noite de quinta-feira, para fazer compras em um mercado no Estácio, bairro onde morava desde 1991. Todos os dias, ela seguia a mesma rotina, que acabou sendo quebrada de forma brutal, na movimentada Rua Haddock Lobo. Eram cerca de 20h30m quando, voltando das compras, a dona de casa foi abordada por um assaltante. Ao dizer que não tinha dinheiro, ela levou duas facadas no pescoço, na frente da criança, que testemunhou toda a ação.






A criança ainda teve forças para ajudar a socorrer a mãe, que, levada ao Hospital Municipal Souza Aguiar, no Centro, não resistiu aos ferimentos.
O crime ocorreu perto de vários prédios de órgãos públicos, como o Hospital Central da PM, a Policlínica da Polícia Civil, o Centro de Comando e Controle do Governo do Estado e o Centro de Operações Rio, além da sede da própria prefeitura.

— A minha mãe havia saído do mercado quando aconteceu (o crime). Um rapaz se aproximou dela, anunciou o assalto e pediu dinheiro. Ela disse que não tinha. O cara simplesmente deu duas facadas no pescoço dela — contou, inconsolável, o universitário Wallace de Souza Andrade, de 27 anos.

O relato de como a mãe foi atacada coube à criança.

— Foi duro ter que ouvir isso de uma menina de 7 anos, viu? Ela sabe que a mãe está machucada, mas a gente não teve como contar ainda do falecimento. Não sabemos como dar a notícia — disse Wallace, ainda sem explicação para o que aconteceu com a mãe. — Foi ali pertinho da prefeitura. Deveria haver segurança.
Parentes da dona de casa foram ouvidos na 6ª DP (Cidade Nova), mas o caso é investigado pela Divisão de Homicídios (DH). Na tarde de ontem, o corpo dela foi enterrado no Cemitério do Caju, em meio a muita emoção. A mãe de Cristiane passou mal e não conseguiu comparecer à cerimônia. Parentes e amigos da vítima reclamaram da insegurança no Estácio.
Na área, durante os Jogos, funcionará o Rio Media Center. A previsão é de que pelos menos 700 jornalistas de todo o mundo circularão pela região.
— Ficam muitos usuários de drogas na praça da estação do metrô, onde acontece a maioria dos roubos. Uma amiga já tinha levado uma facada na perna, só que a gente não vê um policial, um guarda municipal — denunciou Eduardo Cataldo, de 37 anos, amigo da dona de casa.
Tio de Cristiane, o militar da reserva Tobias Luiz Silveira disse que ela estudava e cuidava do marido, que está com câncer.
— Era uma pessoa alegre, trabalhadora. Foi vendedora por muitos anos e fazia um curso de técnica de enfermagem. Além de cuidar da filha, ajudava muito o marido no dia a dia — contou Tobias.


O secretário estadual de Segurança, José Mariano Beltrame, classificou como “inaceitável” o crime.

— Como todo crime dessa natureza, mancha a imagem da cidade e é inaceitável. Este ato mostra descompromisso e desapego pela vida — disse Beltrame, prometendo reforço de 800 policiais para a Região Metropolitana, além de 1.300 praças.

Em nota, a PM informou que o policiamento na região é realizado diariamente com motos, carros e também a pé.


Informações: O Globo

sexta-feira, 15 de julho de 2016

Menina leva mãe com facada no pescoço ao hospital e nenhum médico quer atender; assista ao vídeo

Imagem de reprodução
Essa é a situação dos hospitais da cidade que vai sediar as olimpíadas no Brasil. É muito triste ver um descaso desse, enquanto políticos fazem festas e eventos com o dinheiro do povo. 

quinta-feira, 14 de julho de 2016

Deputada Mara Gabrilli faz declarações polêmicas sobre Lula, PT e assassinato de Celso Daniel



Imagem de reprodução

quarta-feira, 13 de julho de 2016

Professor impedido de dar aula pode ser expulso da UNICAMP e preso; veja o vídeo



Imagem de reprodução

sexta-feira, 8 de julho de 2016

URGENTE! DIRETO DO DF: STF deve perseguir mais de 163 lideranças contra o governo



Imagem ilustrativa de reprodução

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...